É inaugurado ponto de coletas de resíduos sólidos em São José

Foi inaugurado nessa quarta-feira dia 08 uma ponto de coleta de resíduos sólidos em São José
Fotos: Jeferson Regis/Secom PMSJ

Unidade localizada em São José Potecas tem objetivo de combater o descarte irregular de lixo

A Prefeitura de São José inaugurou nesta quarta-feira (8) o Ponto de Entrega Voluntário de Pequenos Volumes (PEC), localizado na Rua João José Martins, s/nº, bairro Potecas. O serviço será executado pela empresa Ambiental Limpeza Urbana e Saneamento LTDA e funcionará de segunda a sábado, das 8h às 16h20min e tem como objetivo combater o descarte irregular de resíduos tóxicos em calçadas, terrenos baldios e leitos de rios.

“Vamos receber os resíduos e destinar em locais licenciados, que possam dar o destino adequado. Lembrando que o volume precisa ser pequeno, uma vez que a gente precisa atender todos os munícipes.” Aponta Jairson, gerente regional da empresa Ambiental Limpeza Urbana e Saneamento LTDA.

A unidade está preparada para receber resíduos de construção civil – provenientes de obras reformas, reparos e demolições de obras de construção civil, tijolos, blocos cerâmicos, concreto em geral, solos, rochas, metais, madeiras, forros, argamassa, gesso, telhas, pavimento asfáltico, papéis, papelões, vidros, plásticos, tubulações plásticas, fiação elétrica;

Também serão recebidos volumosos – resíduos de grande volume, tais como móveis de MDF inservíveis, colchões e sofás usados, entre outros, desmontados; material decorrente de poda – resíduos provenientes de atividades de poda e jardinagem particulares residenciais, de pequeno e médio porte, caracterizados por folhas, galhos, pequenos troncos e afins;

Também aceita eletroeletrônicos e eletrodomésticos – equipamentos condicionadores de ar, fogões, geladeiras, freezers, lavadoras, monitores e televisores de tubo, plasma LCD e LED, aparelhos de DVD e VHS, batedeiras, furadeiras, liquidificadores, ferros elétricos, secadores de cabelo, aspirador de pó, cafeteiras, computadores desktop e laptops, acessórios de informática, tablets e telefones celulares.

“Nós estamos entregando este equipamento junto com a empresa, para a comunidade de São José e em breve estaremos entregando novos eco pontos. Agora é divulgar bastante, trabalhar ainda mais a divulgação para a população, de modo que compartilhem com os amigos, vizinhos, criando uma grande rede de conscientização e assim manter a nossa cidade mais limpa, o meio ambiente preservado e melhorar o nosso convívio em coletividade.” Destaca o vice-prefeito Michel Schlemper.

FIQUE ATENTO

É importante lembrar, que os munícipes poderão fazer uso do PEV, desde que se atente ao limite de volume máximo de 1,0 m³/dia/domicílio. Os munícipes deverão levar os resíduos ao ponto e depositar nos locais indicados, conforme a classificação, sob orientação de um funcionário ambiental presente.

Não serão aceitos resíduos vindos do processo de construção, tais como tintas, solventes, óleos, agrotóxicos e outros, ou aqueles contaminados ou prejudiciais à saúde, resultantes de demolições, reformas e reparos de clínicas radiológicas. Bem como telhas e demais objetos e materiais que contenham amianto ou outros produtos nocivos à saúde. Também não serão aceitos cartuchos de impressora, pilhas e baterias, pneus, medicamentos vencidos e lâmpadas fluorescentes.

REAPROVEITAMENTO

Aproximadamente 8 contêineres de resíduos sólidos estão instalados no PEV.

O reservatório intitulado “podas”, por exemplo, recebe materiais provenientes da jardinagem, como cortes de árvores, os restos de grama roçada e restos de folhas provenientes de paisagismo, podem ser colocadas no reservatório denominado “podas”. A PEV pesará este material, levará para uma empresa encarregada pela tritura dos materiais, que entregará o resultado para a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável realizar atividades relacionadas a compostagem.

Foi inaugurado nessa quarta-feira dia 08 uma ponte de coleta de resíduos sólidos em São José
Fotos: Jeferson Regis/Secom PMSJ

O Contêiner de restos de obras de demolição, é levado para uma usina, triturado e será utilizado posteriormente como base para asfalto. Os eletrônicos e eletrodomésticos podem ser reciclados, dependendo do ano de fabricação é feita a logística reversa, é devolvido para o fabricante.

Siga nossas redes sociais do Gazeta Comunitária

Instagram |Facebook  

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*