Leilão da Justiça Federal acontece no próximo dia 30 em SC

Serão leiloados bens como veículos, roupas, joias, equipamentos industriais terrenos e imóveis

A 9ª Vara da Justiça Federal da Subseção Judiciária de Florianópolis e seção Judiciária de Santa Catarina realiza, no próximo dia 30 de maio, um leilão online para venda de bens penhorados nas ações de execução fiscal. Quem participar pode adquirir automóveis, caminhões, jóias, motos, terrenos, galpões, equipamentos industriais e até vestuários. Os itens à venda ficam nas regiões da Grande Florianópolis, Rio do Sul, Joaçaba, Caçador, Brusque e Criciúma.
O Leilão será realizado por meio eletrônico, pelo site da Mazzolli Leilões (www.mazzollileiloes.com.br). De acordo com o edital, o primeiro leilão será aberto a partir das 9 horas. Nessa etapa, os bens serão oferecidos por preço igual ou superior ao da avaliação. A partir das 14 horas, os bens podem ser adquiridos com o lance de, no mínimo, 50% da avaliação.
Nomeado leiloeiro público em 2012 pela Junta Comercial do Estado de Santa Catarina, Gabriel Mazzolli Damiani é quem vai coordenar o pregão. Segundo ele, os lances eletrônicos poderão ser iniciados a partir do momento em que o edital estiver publicado no site. A declaração do vencedor somente ocorrerá após a abertura do pregão. “Fica a encargo dos arrematantes a prévia verificação da situação, do estado e das condições dos bens levados à hasta pública. Mas os bens podem ser inspecionados diretamente com os seus depositários nos endereços indicados”, destaca.
Quem tiver interesse em comprar pode encontrar bens como um apartamento localizado no Condomínio Jardim das Palmeiras, no bairro Campinas, em São José. Com área privativa de 126,4100m², o imóvel está avaliado em R$ 575 mil. O lote também conta com um terreno com área de 1.476,00m², situado em Roçado, em São José. O local possui 547m² de área construída, com oito quartos e sete banheiros com característica de docas para armazenamentos. O imóvel se encontra em regular estado de conservação, mas necessita de reforma por aparentar estar fora de uso por algum tempo.

Para participar do leilão é preciso fazer cadastro no site www.mazzollileiloes.com.br/cadastro , com antecedência mínima de 24 horas (úteis) da realização do leilão. Mais informações pelo e-mail suporte@mazzollileiloes.com.br ou pelo WhatsApp (48) 99957-8944.

Fique por dentro
Saiba como participar do leilão

  • Leilão é um processo licitatório onde o leiloeiro público coloca à venda, por meio de pregões, qualquer bem que for confiado a ele, por contrato com autorização ou designado pelo Juízo.
  • Podem ser leiloados quaisquer bens – mercadorias, utensílios, jóias, objetos, automóveis, casas ou apartamentos – autorizados pelos donos ou ainda bens móveis ou imóveis pertencentes a patrimônios falidos ou liquidados sem financiamento.
  • O leilão é sempre público. O bem é colocado à apreciação dos presentes por meio de pregão, onde se oferecem lances por ele.
  • Qualquer pessoa pode participar de um leilão, desde que seja maior de idade e capaz. Não podem participar pessoas que não estejam na livre administração de seus bens, como os tutores, curadores, testamenteiros, administradores, síndicos ou liquidantes.
  • Lote é o bem ou conjunto de bens agrupados no leilão.
  • Antes de participar do leilão extrajudicial é importante verificar se há débitos sobre o imóvel (IPTU e condomínio), e se os procedimentos legais foram cumpridos
  • Documentos necessários para participar de um leilão:
    Pessoa física – RG, CPF e comprovante de endereço. Se o arrematante for representante de terceiros, é obrigatório a apresentação da procuração.

Pessoa jurídica -RG e CPF do arrematante, além do contrato social da empresa. Se o arrematante for representante da empresa, é obrigatório a apresentação da procuração.

  • Qual é o valor mínimo de venda? No 1º leilão/praça o lance mínimo será o valor de avaliação. No 2º leilão/praça o lance mínimo será a partir de 50% do valor de avaliação (desde que não seja considerado vil).
  • É possível visitar os bens levados a leilão. O interessado deve visitá-los antes do leilão, pois efetivada a arrematação não é possível a desistência. A localização está descrita no edital.
  • O pagamento ao arrematar um imóvel em leilão extrajudicial varia. Uma porcentagem do valor total deve ser paga no ato e o restante conforme previsto no edital. Sempre leia o edital do leilão para que não haja dúvidas.
  • A inadimplência gera penalidades ao arrematante, tais como multa, perda do sinal, do caução, das custas e da comissão, ficando ainda proibido de arrematar. Além disso, pode responder na esfera criminal.

Fonte: Mazzolli Leilões

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*