Como proteger nossos filhos das doenças de inverno

Com a chegada dos meses mais frios, vêm também as maiores preocupações, especialmente  para que tem filhos pequenos: as doenças de inverno. É nessa época que aquelas doenças típicas acometem mais pessoas, tais como, as gripes, resfriados, faringites, amigdalites, entre outras.

Escola CELS fala um pouco sobre o inverno e como proteger nossos fihlos das doenças de inverno

Isso sem esquecer um novo componente desse grupo, que é a Covid, que agora será um membro constante nesse elenco preocupante, ao qual deveremos nos acostumar e aprender a evitar e prevenir.

Dessa forma, cada vez mais fica evidente que a melhor arma está na prevenção. Por isso, alguns pontos devem ser observados, que auxiliarão pais e professores a vencer as doenças de inverno e as dificuldades desse período que tantas preocupações traz.

Alimentação:

Existe uma máxima na medicina que diz que o medicamento mais importante para tratar qualquer doença é a alimentação. Uma pessoa bem nutrida tem os mecanismos necessários para evitar  contrair doenças ou, pelo menos, que elas sejam mais amenas.

Então, fica a dica:  comer bem é a primeira medida para evitar esses problemas.

Hidratação:

Nosso corpo é uma máquina, e como tal, precisa estar perfeitamente “lubrificada”. Essa “lubrificação” é promovida pela água. Ela é o componente essencial em todas as reações e mecanismos de defesa do nosso corpo.

Assim, água não pode faltar, jamais. Corpo hidratado está a meio caminho de ser um corpo saudável.

Higiene:

Bem, falar sobre este tópico pode parecer desnecessário, mas de verdade não é. As crianças precisam ter bem arraigados os conceitos de limpeza e higiene.  Especialmente nesse momento pós pandemia, não podemos deixar a peteca cair.

Os pequenos precisam ser sempre lembrados que, como as outras gripes e infecções de inverno, o Covid vai ficar e lidaremos com ela sempre. Por isso, precisam incorporar os hábitos de lavar as mãos frequentemente, usar o álcool gel, cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar, manter um grau de distanciamento, e não abandonar todas as outras dicas de higiene.

Agasalho:

O corpo humano precisa de uma temperatura adequada para seu funcionamento normal. Com a queda da temperatura ambiente,  nosso corpo também sofre uma certa diminuição de temperatura, o que prejudica inúmeras funções, inclusive as de defesa. Então, devemos nos agasalhar bem.

Ambientes arejados:

Erro comum nessa época é manter todos os ambientes absolutamente fechados. Arejar o ambiente é importante porque a renovação do ar diminui a concentração de partículas virais no ambiente.

Vacinação:

A ciência nos ofereceu uma arma maravilhosa no combate a inúmeras doenças que é a vacina. Manter o calendário de vacinação dos pequenos em dia é o passo mais acertado. A pandemia do Covid nos mostrou como, mesmo numa situação catastrófica como essa, a vacina foi a única forma pela qual obtivemos algum controle sobre a doença.  Vacinem-se!

Evite a automedicação:

Todos nós sempre ouvimos uma daquelas receitas milagrosas ou nos indicaram um daqueles “remedinhos infalíveis”, para todas as doenças comuns.  Mas isso é um enorme risco. Não se automedique. Deixe a cargo dos que estudaram e entendem bem o mecanismos dos fármacos.

Com a melhor das intenções, podemos muito mais prejudicar do que ajudar, então, procure sempre ajuda profissional, para não correr riscos.

Desfrute de um inverno divertido, aconchegante e seguro!

Siga nossas redes sociais

Instagram | Facebook | YouTube

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*