Balneário Piçarras discute detalhes da certificação Bandeira Azul

Município pode se tornar a maior extensão de orla marítima a conquistar o selo internacional


A orla de Balneário Piçarras vem se destacando dentro e fora do país não somente pelas belezas naturais e atrativos turísticos, mas pela conservação e consciência ambiental. Prova disso é a certificação do programa Bandeira Azul, assunto discutido em reunião na tarde de ontem, na Fundação Municipal do Meio Ambiente (FUNDEMA).
Com a participação do secretário de Turismo, Lávio Dalfovo; secretário de Esporte, Cultura e Lazer, Ubiratan de Andrade Júnior, além da presidente da Fundação Municipal do Meio Ambiente, Rosemaria Bona, técnicos da Fundema e do Turismo e a Diretoria de Comunicação, o encontro abordou detalhes acerca da certificação que será concedida ao município pelo terceiro ano consecutivo.


TRECHO NORTE
A Bandeira Azul foi aprovada no trecho de 1,65 quilômetros – entre a descida da Avenida Getúlio Vargas até a Rua 2660. Desta vez, os requisitos exigidos foram ainda mais criteriosos comparado aos anos anteriores.
“É preciso manter os resultados obtidos na última certificação, apresentar relatórios de desenvolvimento desde a última temporada, além de propor novos projetos com base nos pilares principais do programa: balneabilidade, infraestrutura, segurança e educação ambiental”, destacou a presidente da Fundema, Rosemaria Bona.


PROJETO PILOTO
Balneário Piçarras ainda inscreveu neste ano no programa o trecho de ampliação da Avenida José Temístocles de Macedo para a bandeira. A intenção é levar o programa para o norte, por mais um trecho de aproximadamente 1,7 quilômetros, até a Rua 3750. Ao todo, o município possui 3,35 quilômetros de praia participantes do Programa Bandeira Azul, representando mais de 50% de toda a orla da cidade. Caso a certificação da bandeira seja confirmada, Balneário Piçarras será a maior praia em extensão do Programa Bandeira Azul.


BANDEIRA AZUL
Com critérios rígidos, o programa Bandeira Azul estabelece que praias com sua certificação devem ter atividades de educação ambiental a moradores e turistas, informações sobre a qualidade da água disponíveis aos usuários, além de dados dos ecossistemas locais e fenômenos naturais, incluindo código de conduta que reflita as leis e normas relativas ao uso da praia. Nesta fase piloto ainda é feito um acompanhamento semanal na praia De Balneário Piçarras quanto aos critérios exigidos pelo programa, com recolhimento de amostras da água com regularidade para conferência de sua qualidade.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*