RD Summit reúne em Florianópolis mais de 12 mil pessoas

RD Summit

RD SUMMIT

Marketing, vendas, experiências, mídias, mas acima de tudo, pessoas. Este foi o RD Summit 2019!

Sabe aquele evento imperdível para quem busca conhecimento e muito networking? O RD Summit é isso e muito mais. São três dias intensos e repletos de novos conhecimentos e experiências incríveis. Palestras, grandes encontros, feiras, Parede de escalada, parque de diversões, experiência 3D, jogos de pergunta e resposta, espaço para cuidar da saúde e beleza, quitanda para uma nutrição saudável, praça de alimentação com milhares de opções e até happy hour com shows. E vamos combinar que quando unimos tantas coisas boas em um mesmo espaço, não tem como não ter uma experiência wow!

Além de muito, muito, muito conhecimento adquirido – se você não participou aproveita para já se programar e participar do evento em 2020 – as experiências vividas e os contatos realizados são algo que você vai levar para toda vida.

Mas vamos ao que interessa, compartilhar o que aprendi para que você também possa aplicar na sua profissão e empresa.

 

Número não é tudo!

Uma empresa pode e deve olhar para os dados, mas se ela seguir apenas as métricas e esquecer do cliente, ela morre! A trilha do Sucesso do Cliente enfatizou justamente isso. Laryssa D’Alama mostrou que é possível ter alta performance quando você olha para os números, mas foca no sucesso do cliente. De nada adianta gerar milhares de leads, ter um SEO perfeito, alta taxa de conversão em anúncios, se após adquirir o produto o cliente não permanecer com a empresa por falhas em sua experiência. “Não deixe de conversar e ouvir seu cliente. Os números falam muito, mas as pessoas dizem muito mais!” Aí está a prova. Quando o foco foi no checklist e não na necessidade do cliente o onboarding cai!

Conheça o cliente

Saiba tudo sobre ele. Quais os problemas que ele enfrenta, o que ele gosta, como ele consome informação, enfim, quanto mais detalhes souber, mais chances de captar a atenção. Personalização é o foco de todas as ações de marketing. O Google Analytics está aí para ajudar.

Marketing de marca x Marketing de receita

Enquanto o primeiro cuida da linguagem, alcance, impressões, lembrança, tudo que se refere a forma como uma marca é consumida e como ela impacta o seu potencial cliente, a segunda refere-se a Leads, pipeline, número real de clientes e todo tipo de presença que a marca tem que gera vendas ou pode aumentar o número de vendas.

 

Somos todos marqueteiros e vendedores!

Marketing e vendas andam juntos e é preciso entender como a integração destes times traz mais resultados para uma empresa. É preciso gerar valor para uma marca, mas se ela não vende… não permanece viva por muito tempo! Quem melhor do que o departamento de vendas para ajudar o marketing nesta tarefa? Quem melhor que o pessoal do marketing para encontrar a melhor forma de comunicar? Marketing precisa pensar em vendas!

 

A comunidade deve ser seu foco

Quando você tem uma comunidade ou participa de uma, você tem um amplificador. Quando tem pessoas engajadas na comunidade aumenta em 2,5% o poder de vendas. A falta de presença pode reduzir em até três vezes sua capacidade de comercialização. Quem participa de uma comunidade afirma que 81% dos assuntos tratados auxilia sua rotina profissional. Olha aí uma excelente forma de marcar presença, realizar negócios e adquirir novas soluções para os problemas. Parou pra pensar em quantas comunidades você participa ativamente?

 

Linkedin vem com tudo

Não precisa estar presente em todas as redes sociais, mas tem algumas que são fundamentais para o sucesso profissional e também das empresas. O LinkedIn vem crescendo muito e conhecer como você pode vender mais ou conquistar a vaga que você tanto deseja através dessa rede, é essencial. Cristiano Santos deu dicas incríveis para quem está iniciando nesta grande comunidade, e reforçou ações e novidades para quem já participa dela e quer aumentar sua performance nas vendas. O LinkedIn Sales Navigator é uma ótima ferramenta para falar com os decisores. Uma solução que pode ajudar muito as empresas que trabalham com vendas B2B.

Contrate devagar, demita rápido

O setor de vendas recebeu uma atenção especial. O foco da palestra de Camely Rabelo foi justamente na construção de equipes de alta performance afinal, nenhuma empresa sobrevive sem um grupo focado em gerar receitas. Mas é importante saber que nem todo mundo possui essa habilidade. É preciso pesquisar, avaliar, capacitar e reter estes talentos. Tudo isso leva tempo e realmente demora, mas quando identificar que a pessoa não tem a cultura da empresa, não prolongue, demita rápido para que o restante da equipe não seja contaminado.

Marketing digital: Do iniciante ao avançado

Google Analytics, growth, inbound, estratégias de ads, conversões, algoritmos, instagram, facebook, LinkedIn, Fluxos de automação, newsletter, performance digital, nossa… são tantos termos que para os que estão entrando neste mundo digital fica até difícil acompanhar tudo. De outro lado, quem já tem experiência, busca o algo mais para especializar-se ainda mais e o RD Summit possibilita este acesso através das trilhas. Ao todo foram 13, que envolveram agências, conteúdo e SEO, Desenvolvimento pessoal, Gestão e Estratégia, Histórias que inspiram, Marketing para iniciantes, avançados e outros conceitos, Sucesso do cliente, Tech e produto, Vendas RD Station e outros. Um evento completo para todos os públicos, do iniciante ao avançado.

RD Summit Jornal O Estado SC
Vânia da VM Tech e Felipe da DualPixel – Do Rio de Janeiro para o evento. Tive a oportunidade de ter uma aula prática de Indesign para publicações interativas.

Espaço família

Quem tem filhos sabe a difícil tarefa de conciliar a maternidade e a carreira empreendedora. Ainda bem que a Resultados Digitais pensa em tudo!!! Um espaço incrível foi montado para permitir que as mamães pudessem ter privacidade para tirar e armazenar o leite materno, trocar os bebês e relaxar em meio a tantas atividades.

Um evento que valoriza a presença das mulheres no mercado de trabalho, permitindo que se qualifiquem, realizem negócios ao lado de seus filhos.

Na próxima coluna, você confere algumas das empresas que apresentaram soluções e inovações na feira de produtos e serviços nos três dias do RD Summit.

 

WEB SUMMIT

Se Florianópolis foi na última semana a capital brasileira do marketing e vendas na América Latina, Lisboa, em Portugal foi a capital europeia da inovação. Confira um pouco do que foi a participação e ações de empreendedores brasileiros neste grande evento.

 

Floripa Conecta 2020 é lançado durante Web Summit

Missão internacional em Lisboa gerou conexões e imersão no ecossistema europeu e mundial de inovação

A Missão Web Summit, levou empreendedores catarinenses para o maior evento de tecnologia da Europa, o Web Summit, em Lisboa, Portugal. A missão é resultado de uma parceria entre a organização do Web Summit, o programa Startup Portugal e o Startup SC e, além de gerar conexões, lançou oficialmente o Floripa Conecta 2020, hub de eventos voltados à economia criativa realizados na capital catarinense que, na edição de 2019, movimentou mais de 120 mil pessoas, causando um impacto de R$ 30 milhões no turismo da região.

De acordo com Marcelo Bohrer, coordenador-geral do Floripa Conecta, a maratona de eventos gerou um movimento inédito em Florianópolis no mês de agosto, que costuma ser o período de maior retração turística. “Uma pesquisa feita pelo curso superior de Gestão do Turismo do IFSC, com apoio da Fecomércio, mostrou que mais de 30% dos envolvidos eram turistas brasileiros e até estrangeiros. O gasto médio dessas pessoas, ao longo da média de quatro dias que passaram na cidade em função dos eventos, foi de R$ 1.165,00 per capita, atribuindo nota de 8,25 para a cidade”, relata Bohrer. “Fomos surpreendidos com a adesão acima das expectativas e resultados mais favoráveis do que prevíamos. Estes números nos estimulam para construir um hub de maior alcance no próximo ano, tanto em total de eventos, quanto em temas e locais de realização”, completa.

Um ponto que favoreceu a realização do Floripa Conecta 2019 foi a união de diversas entidades e instituições públicas e privadas. Fazem parte da organização: ACIF, ACATE, CDL Florianópolis, FIESC, Fundação Certi, Governo do Estado, Prefeitura de Florianópolis e Sebrae/SC. A segunda edição do Floripa Conecta será realizada entre os dias 14 e 23 de agosto de 2020.

Além do lançamento do Floripa Conecta houve também o pré-lançamento do Startup Summit 2020 e visitas técnicas. A delegação participou também de um meetup, e membros selecionados participaram do Web Summit.

 

Meetup em Lisboa apresenta oportunidades de internacionalização de startups catarinenses 

Evento no hub Beta-i reuniu empreendedores, investidores, representantes de entidades portuguesas e apresentou cases que estão usando Portugal como porta de entrada para o mercado europeu

No principal hub de inovação de Lisboa, o Beta-i, empreendedores de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul conheceram algumas iniciativas e cases de sucesso que estão atraindo startups para terras lusitanas. Dez empresas que passaram pelo programa StartupSC, foram selecionadas – Conpass, Mobiliza, Coleção.moda, Wifeed, Prevision, Reviewr, Smart Tour, Paytrack e Moblee, além da Tiflux. Várias outras empresas catarinenses participam com estandes no evento, e também da conferência, que conta com dezenas de trilhas de conteúdo. Estimam-se que mais de 3500 brasileiros estejam inscritos no evento, que reúne cerca de 100 mil participantes em quatro dias de evento.

 

Sizebay usa AI para impulsionar vendas do e-commerce de moda

Retail tech demonstra provador virtual no setor Beta da Web Summit

As devoluções de roupas e calçados custam bilhões de euros aos bolsos do e-commerce de moda europeu. Somente no Reino Unido, as varejistas de moda online estimam os custos em 70 bilhões de libras no ano passado. Uma experiência de compra pela internet frustrada também afasta o consumidor das compras online.

Para solucionar essa equação, a Sizebay desenvolveu a ferramenta Sizefit, um algoritmo de dedução de medidas corporais e de recomendação e análise de caimento, que sugere o tamanho correto da peça para o consumidor.

A solução Sizefit, que usa inteligência artificial no e-commerce de moda, fica disponível no site da varejista, mediante a uma assinatura mensal. Ao escolher uma peça, o cliente insere dados como altura, peso e idade, e na tela seguinte é possível fazer ajustes, como por exemplo, ajustar as medidas da cintura e do quadril.

O Sizefit aumenta a conversão de vendas e o ticket médio para o e-commerce de moda e reduz os custos com devolução de peças. Para o consumidor, o uso do “provador virtual” traz mais segurança na compra, com uma experiência mais  assertiva e personalizada. “O resultado esperado é a redução em 50% nas trocas e devoluções de compras e aumento de 5% nas vendas”, explica o sócio fundador da Sizebay, Marcelo Bastos.

A Sizebay escolheu Portugal para sediar o seu primeiro escritório na Europa e impulsionar as vendas no continente após receber investimento da Core Angels Atlantic. “Portugal é um mercado com grande potencial, visto que 36% da população faz compras online e o país ocupou o terceiro lugar do ranking de crescimento europeu de e-commerce em 2017, com 23% de expansão”, afirma Bastos.

“O segmento de moda é o mais lucrativo do e-commerce português. A receita do e-commerce europeu de moda totalizou 83,3 bilhões de euros”, acrescenta a gerente de desenvolvimento de negócios da Sizebay na Europa, Luisa Piló.

 

Hexagon leva inovação brasileira à maior feira mundial de tecnologias agrícolas, na Alemanha

Empresa vende para 38 países de todos os continentes hardwares e softwares produzidos na fábrica em Florianópolis (SC)

Agritechnica 2017

Com milhares de equipamentos de tecnologia agrícola em operação no mundo, a Divisão de Agricultura da Hexagon estará presente pelo terceiro ano consecutivo na Agritechnica 2019. A maior feira mundial de máquinas agrícolas ocorre nos dias 10 a 16 de novembro no Parque de Exposições de Hannover, na Alemanha. Bianual, o evento deve reunir 458 mil visitantes de 130 países e 2.802 expositores. “A Agritechnica é uma grande vitrine para empresas globais de tecnologia agrícola e um ponto de encontro para debatermos o futuro da agricultura. A Hexagon está em sintonia com esse futuro, oferecendo ao mercado o que há de mais moderno em tecnologia”, afirma o presidente da divisão, Bernardo de Castro.

O maior diferencial da Hexagon é a orquestração dos processos. A partir da solução Planejamento & Otimização é possível, por exemplo, traçar uma estratégia de cultivo visando metas de longo prazo e o consumo ideal de recursos com o menor custo. Os benefícios são redução de desperdícios e mais agilidade nas operações. Com a solução Monitoramento & Gestão de Operações, o produtor ganha eficiência na gestão dos processos. O AgrOn Sala de Controle recebe dados do campo em tempo real. Desta forma, os gerentes visualizam mapas e relatórios, com alertas de irregularidades em relação ao planejamento de cultivo e colheita, para permitir uma intervenção em tempo hábil. . “Nossas soluções conectam o campo, os equipamentos e as pessoas, possibilitando uma verdadeira mudança de paradigma na agricultura”, destaca Castro.

Agritechnica

Data: 10 a 16 de novembro

Local: Parque de Exposições de Hannover, Alemanha

Visitantes: 458 mil de 130 países

Expositores: 2.802 de 52 países

Foto: Divulgação Agritechnica

 

Fake clicks: Falsos consumidores

Cliques falsos consumirão 20% do orçamento on-line de marketing em 2019. A afirmação é da empresa ClickCease, mostrando que Bots e competidores podem clicar em anúncios e consumir um alto percentual das verbas publicitárias da mídia digital. A solução desenvolvida pela empresa identifica e bloqueia cliques de IPs notadamente fraudulentos. Quer saber mais sobre fake clicks e como prevení-los?

 

Startups conectadas ao LinkLab crescem 118% em faturamento, programa está com inscrições abertas

O LinkLab é a rede de inovação aberta da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) e tem como principal objetivo conectar corporates que têm desafios de inovação com startups que podem ajudar a solucioná-los, com foco na geração de negócios. “O time do LinkLab trabalha diariamente para acelerar essas conexões, resultando no fato de que 43% das startups participantes do programa fecham algum tipo de negócio com as corporates”, celebra Silvio Kotujansky, vice-presidente de Mercado da ACATE e idealizador do LinkLab. O programa está com inscrições abertas para novas startups pelo site https://gust.com/accelerators/link-lab-acate.

A Rede LinkLab, composta por três unidades (Florianópolis, São José e Joinville), reúne 27 corporates patrocinadoras, com diferentes desafios de inovação que foram apresentados no evento da última segunda-feira. O LinkLab registrou 118% de crescimento no faturamento das startups que passam pelo programa, 163% de aumento na base de clientes dessas startups e realização de mais de 60 eventos por ano no LinkLab Primavera.

Confira o que buscam as corporates da Rede LinkLab, divulgado durante 3ª edição do evento LinkLab Open Day, no fim de outubro:

Nexxera: Incremental e inovação para atender as necessidades dos clientes, parceiros e da própria empresa.

Ambev: Buscam startups do campo ao copo: agrotech, adtech, fintech e todos os tipos de techs.

ArcelorMittal: Desafio de recebimento de produtos (bobinas de aço). Buscam soluções para melhorar a rastreabilidade do produto durante o processo produtivo e estoque.

Bloco e Brognoli: Levar inovação e tecnologia para o mercado imobiliário, já vêm trabalhando e tem dado muito certo. Buscam construtechs.

Cesusc: Encontrar novas tecnologias e métodos para o desenvolvimento do processo de ensino e aprendizagem. O desafio é transformar o modelo educacional por meio da transformação digital.

Cisa: Buscam mais controle, rastreabilidade, manutenção mais assertiva, acelerar tomada de decisão para novos produtos, inovações para o mercado, algo que traga mais valor para o cliente (hospital, clínica, área médica como um todo).

Dimas: A venda é feita da mesma forma como começaram, buscam soluções para inovação em processos internos. Soluções em banco de dados e inteligência de dados, locação de veículos.

Engie: Procuram startups que possam ajudar na área de energia, mas que possam ajudar a engie ou os clientes dela a fazer a transição para o mercado de baixo carbono. Desafios financeiros, jurídicos.

FCDL: O propósito é representar os pequenos, médios e grandes lojistas de SC e desenvolver algo diferente do que já fazem, que é a análise de crédito.

Flex: Interesse especial em áreas de lógica de gestão de relacionamento entre empresas e clientes, ou foco na área de RH. Usam as soluções internamente para validar e depois levam para o mercado.

Havan: Buscam soluções em IoT, inteligência artificial, blockchain e ferramentas para solucionar problemas na área de inadimplência. Aceitam startups que estejam em fase de modelação de negócio.

Hippo: Grandes desafios que fazem sentido nesse momento: vendas online com picking e delivery, para reduzir tempo e custos desde a compra até a entrega do cliente; e comunicação, capacitação e produtividade, problema comum no setor supermercadista.

Intelbras: Principal desafio é pensar em soluções para agregar valor aos softwares.

Koerich: Buscam soluções em fintech, inteligência artificial, omnichannel, pagamento, logística, experiência do cliente.

Orbenk: Precisam de ajuda para continuar crescendo, desafios na área de facilities, segurança, alimentação, inteligência e automação.

Ostec: Buscam revolucionar o mercado de segurança da informação com UI/UX, machine learning, cloud computing, inteligência artificial. Startups com experiência.

Porto Itapoá: Buscam maior integração com a cadeia, o que é o maior desafio do setor. Soluções em IoT, transformação digital e people analytics são bem-vindas.

Schulz: Desafio é digitalizar os processos e produtos: aplicativo para dimensionamento de compressores; e uso de realidade aumentada para processo de montagem e redução de defeitos.

Teltec: O desafio é encontrar startups que queiram repensar o varejo e o futuro do setor.

Tigre: Tudo relacionado a água e construção civil interessa para a Tigre. Desafios nas áreas jurídica e logística.

Unimed: Buscam evoluir na digitalização, entregar um plano mais palpável para o cliente, que possa acessar e ficar ciente de tudo que tem. Melhorias de processo com inteligência artificial, telemedicina, IoT.

Weg: Buscam soluções para aprimorar produtos, processos e serviços. Digitalização, agilidade, confiabilidade. Monitoramento, IoT, inteligência artificial e gestão de recursos e pessoas.

Whirlpool: Buscam soluções para relacionamento com o consumidor, digitalização e melhor entendimento da jornada.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*