c

secretária municipal de Saúde, Genivalda Ronconi-GazetaComunitária
DCIM100MEDIADJI_0030.JPG

Prestes a abrir Maternidade, Hospital de Biguaçu completa três anos neste domingo

Unidade soma mais de 190 mil atendimentos realizados

Maternidade Hospital de Biguaçu-Gazeta Comunitária
Inauguração será dia 28.08 Foto Marta Huff

Neste domingo (26/08), o Hospital Regional de Biguaçu Helmuth Nass completa três anos de funcionamento, somando mais de 190 mil atendimentos, entre consultas, exames, cirurgias e internações. E o aniversário vem seguido da inauguração da Maternidade, na

próxima terça-feira (28/08), às 9h30, com a presença do governador Eduardo Pinho

Moreira.

Inaugurado no dia 26 de agosto de 2015, foi o primeiro hospital a ser entregue na Grande Florianópolis nos últimos 30 anos. Construído pela Prefeitura de Biguaçu, com apoio do Governo do Estado e do Governo Federal, é administrado pela Entidade Filantrópica Beneficência Camiliana do Sul – São Camilo, que está presente em mais de 30 países, nos cinco continentes e em mais de 14 estados do Brasil.

Admnistração

Padres Camilianos são os responsáveis pela São Camilo, que atua nas áreas da saúde, educação, social e religiosa. Conta com mais de 60 hospitais, centros universitários, cursos de especialização, asilos, creches e paróquias. Recebeu esse nome em homenagem ao seu fundador São Camilo de Lellis, que é o santo padroeiro dos doentes, dos hospitais e dos profissionais da saúde. Já o nome Helmuth Nass homenageia um dos primeiros farmacêuticos da região.

Oferece 11 especialidades: Ginecologia, Cirurgia Geral, Cirurgia Vascular, Anestesiologia, Cardiologia, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Proctologia, Oftalmologia, Urologia e Neurologia Clínica. Atualmente conta com 115 funcionários, sendo 57 médicos. O diretor do Hospital é Claudio Marmentini, com direção técnica da médica Olinda Maria Xavier Figueroa.

São realizadas cirurgias eletivas de baixa e média complexidade em três salas cirúrgicas, numa média de 250 procedimentos mensais. Ainda são ofertados exames que incluem Anatomopatológico, Ecocardiograma, Ecodoppler, Eletrocardiograma, Raio X, Ultrassonografia, Exames Laboratoriais, Videonasofibroscopia, Ressonância Magnética, Tomografia Computadorizada, entre outros.

Atendimento

Atende pacientes dos 22 municípios da Grande Florianópolis, que são encaminhados por agendamento prévio, para atendimento em ambulatórios clínicos, cirúrgicos e exames especializados. É uma unidade de atendimento eletivo e o acesso ao hospital inicia-se pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS), que são responsáveis pelos agendamentos dos pacientes, via sistema de regulação SISREG-DATASUS.

Com foco no bem-estar da população, o Hospital Regional Helmuth Nass oferece palestras, cursos e treinamentos para o aperfeiçoamento dos funcionários e realiza projetos de responsabilidade social, campanhas e ações para os pacientes e a comunidade. Alguns dos projetos desenvolvidos exemplificam parte do cuidado e da atenção dedicados à equipe do hospital, pacientes, familiares e a comunidade. Há também comissões que desenvolvem trabalhos de humanização, pesquisa de satisfação do cliente, segurança do paciente e outros.

Aprovação

De acordo com apuração da Comissão de Atendimento ao Cliente, através do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), o índice é de 98% de satisfação. secretária municipal de Saúde, Genivalda Ronconi=Gazeta Comunitária

Para o prefeito Ramon Wollinger, “Biguaçu teve a coragem de construir o Hospital e agora inaugurará sua primeira Maternidade e tivemos para isso, solicitar e contar com o apoio dos Governos Federal e do Estado nesse processo, pois além de beneficiar a população do município, esta estrutura atende toda a Grande Florianópolis. O Hospital, longe de interesses políticos e partidários, é uma conquista de toda a população do município e da região. Os números de atendimentos comprovam isso, além do índice de satisfação dos pacientes que chega a quase 100%”.

Maternidade

A inauguração da Maternidade de Biguaçu será realizada na terça-feira (28/08), na própria unidade, que funcionará nas dependências do hospital. O local estará apto para realizar o primeiro parto no sábado, dia 1º/09, segundo o diretor do hospital, Claudio Marmentini. A capacidade inicial será de 150 atendimentos ao mês, numa média de cinco por dia, para partos normais e cesáreas de baixo risco.

O funcionamento será 24 horas por dia, com plantão presencial de Obstetra, Pediatra e Anestesista. Será denominada Maria Rosalina da Silva, que foi parteira no município. Os recursos para o funcionamento, na ordem de R$ 350 mil mensais, serão repassados pela Secretaria de Estado da Saúde à Prefeitura de Biguaçu.

A nova estrutura contará com um Centro de Parto Normal (CPN), com três salas de parto humanizado chamadas de PPP (pré-parto, parto e pós-parto) e um Centro Obstétrico (CO), com duas salas cirúrgicas, para a realização de cesáreas quando houver indicação médica. Já a implementação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal deverá ocorrer no prazo de até um ano, estando a Maternidade apta para atendimento de partos de alto risco.

A secretária municipal de Saúde, Genivalda Ronconi, explica que neste primeiro momento, após a abertura, a Maternidade de Biguaçu “vai desafogar os atendimentos na Maternidade Carmela Dutra, Hospital Regional de São José e no Hospital Universitário, o HU, e com certeza manterá o excelente padrão de atendimento já realizado no Hospital Helmuth Nass, oferecendo acolhimento humanizado às gestantes e suas famílias, sendo que os bebês desde o nascimento ficarão junto às mães”, finalizou a secretária.

Leia Também:

Taekwondo uma modalidade especial para sua família

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*